Arrogant Frog

Arrogant Frog

Esta empresa começou nas mãos de Jean-Claude Mas e nos seus 35 hectares de vinhas herdadas do pai. Hoje, com 320 hectares de terras “compradas” e mais 800 hectares de terras “contratadas”, a empresa tornou-se um verdadeiro fenômeno da exportação: ela está presente em 45 países e nos 5 continentes… Mas não se engane, ela não deixou de ser familiar e quem decide tudo (ainda) é o dono. E olha que dono! O danado está reinventando o vinho francês e mostrando para o mundo que o “luxo” não precisa ser caro. Vale a pena conferir! Filho, neto, bisneto, trineto de vigneron… o “vírus da vinha” veio de longe e foi conquistando, pouco a pouco, o jovem estudante de economia e marketing. Dúvidas sobre seguir a profissão de seus antepassados? Acredito que ele tinha algumas. Nas próprias palavras do empresário, “trabalhar a terra é difícil”. Mas o menino cresceu e mostrou que tem talento, trabalhando seus diferentes terroirs espalhados pelo Languedoc com maestria, ao longo dos últimos 12 anos. Apaixonado pela diversidade da região e consciente do seu grande potencial, Jean-Claude trabalha suas vinhas de forma tradicional, para extrair o melhor de cada terroir. Nas terras banhadas pelo mar mediterrâneo, os verões são quentes e secos e os invernos, amenos e úmidos. O clima joga à seu favor. Em mais de 10 anos de vindimas, ele se lembra da única vez em que teve que adiantar uma, para não deixar a humidade apodrecer suas preciosas uvas, isentas de pesticidas e outros produtos químicos. E foi justamente no meio de uma vindima, que ele me recebeu, entre uma adega em turbilhão, um escritório enxuto e 80 hectares de vinha. Mas falar do Domaine Paul Mas é, antes de tudo, falar de criatividade e eficiência. A empresa é detentora da marca “Arrogant Frog”. Para quem ainda não conhece, ela traz, fora da garrafa, caricaturas engraçadíssimas de um sapo e dentro, um excelente vinho francês custo/benefício. A idéia, que faz uma referência aos próprios franceses – gentilmente apelidados pelos ingleses de “comedores de sapo” que virou “sapo” e “arrogantes” – conquistou o Japão e em seguida o mundo inteiro. Hoje, tornou-se um dos best-sellers da empresa. Fácil de entender quando o vinho é bonito de se ver, fácil de pagar e ainda gostoso de tomar! Outra inovação que vale a pena ser citada chama-se Luxe Rural, um novo conceito de luxo proposto pelo produtor. Para ele, luxo é algo simples, que nos proporciona prazer, que mexe com as nossas emoções e que transforma este momento, num momento perfeito. E olha que esse é o objetivo de Jean-Claude: produzir vinhos ricos e saborosos, capazes de despertar sentimentos esquecidos, aquecer corações e transformar um mero encontro de amigos numa ocasião mais que especial. Criatividade, autenticidade, refinamento e respeito à natureza. A empresa trabalha em agricultura sustentável, conhecida na França como agriculture raisonnée. Com certificação da empresa Terra Vitis, a idéia principal desta filosofia é trabalhar a vinha promovendo o equilíbrio com o seu ecossistema, favorecendo a vida dentro da terra e, em consequência, as defesas imunitárias da própria planta. Tudo isso em detrimento do uso de produtos químicos e de mega tratores que compactam o solo.

Pague com
Selos

Amai Vinhos Ltda - CNPJ: 37.762.286/0001-52 © Todos os direitos reservados. 2021

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Para saber mais acesse nossa página de Política de Privacidade

Feito com ❤ por Mario Vascon